Lanchinhos saudáveis e naturais


 Depois da nossa visita ao Brasil – e dessa vez com crianças que comem mais do que papinha e tomam mamadeira de leite em pó, experienciei algo que não tinha dado muita importância antes: a quantidade absurda do consumo de açúcar por crianças pequenas aí no Brasil e isso me fez pensar bastante sobre os hábitos alimentares que eu mesma tinha quando era criança.


Aqui na Dinamarca, a alimentação é muito mais natural e sem adição tanta de açúcar do que aí no Brasil. Não estou dizendo que aqui não tem balas, doces e chocolate – tem sim e muito! Mas os pais são mais conscientes com a quantidade de açúcar que oferecem às crianças ao longo do dia. E nós sabemos que qualquer criança AMA doces, chocolates e afins… mas sabemos também que o consumo de doces não é muito saudável.


Enquanto estávamos no Brasil, tivemos dificuldades em encontrar algo que a Sofinha e o Erikinho gostassem de comer para o lanchinho entre as refeições. Depois de várias compras frustradas de pãezinhos, bolachinhas, iogurtes, sucrilhos e outras coisas mais, cheguei a conclusão que meus filhos realmente não são tão acostumados com açúcar como temia. 

Tudo o que encontramos nas prateleiras continha muito açúcar, nem mesmo sucrilhos sem açúcar conseguimos achar, o iogurte de frutas era enjoativo e até o bebezinho (aquele bolinho de baunilha) era extremamente doce, tão doce que na primeira mordida as crianças já se enjoavam. No começo eu pensei comigo mesma “não é possível que nem bolo eles querem comer, nem bolacha!”, até que resolvi provar as coisa que  estávamos oferecendo às crianças e foi quando percebi que o negócio era muito doce mesmo e com um gosto artificial! No final das 3 semanas de férias, conseguimos acostumá-los ao Bis, bolacha de doce de leite e o sucrilhos Snow Flakes (que apesar de muito doce, era o melhorzinho). O que salvava o lanchinho deles eram os legumes que estavam acostumados daqui da Dinamarca – pepino, cenoura, pimentao vermelho.

Vocês devem estar se perguntando agora: “existe criança que coma legumes, ou então que prefira um palitinho de pepino à uma bolacha passatempo?!” Meus caros, acreditem se quiser, existe sim! Tudo é uma questao de hábito!

Eu sou uma formiga para doces, mas depois de 8 anos aqui, longe das tentações encontradas em prateleiras dos supermercados brasileiros, percebi que meu paladar para o doce mudou muito. Continuo amando o leite condensado, mousse de maracujá e o bolo mesclado da Haguanaboca, mas agora eu acho muitas das coisas mencionadas durante a viagem ao Brasil enjoativas e artificiais demais. 

Bom, então vamos ao ponto… como o paladar é uma questao de hábito, existe a possibilidade de acostumar as criancas (de preferência desde pequenininhas) aos lanchinhos mais naturais – frutas, legumes, queijinho. No lanchinho da manha aqui, oferecemos frutas e legumes cortados em palitos (aqui em casa apelidamos de pirulito de cenoura, pirulito de pepino e assim vai). A mesma coisa para o lanchinho da tarde, o que cria o hábito de sempre comemerem coisas saudáveis ao invés de se alimentarem com doces.

O cardápio normal das crianças aqui é mais ou menos assim:

6:00 – 7:00 – café da manhã (normalmente mingual de aveia ou cereais sem adição de açúcar (aveia / sucrilhos com leite e para dar uma adoçada nos cereais colocamos um pouco de mel ou uma colherzinha de açúcar ou ainda uva passas – isso para os meus filhos, porque a maioria das crianças dinamarquesas não adoçam com nada!) Bebida: copo de leite puro (sem achocolatado).

8:30 – pãozinho ou pão preto com manteiga, patê de presunto (ou como aqui, de fígado), queijo/requeijão. Um copo de leite puro. Frutas ou legumes crus / queijinho.

11:30 – almoço. Na creche dos meus filhos, eles servem comida variada e quentinha, junto com a opção de pão preto com várias opções de ‘frios’. Então o almoço fica assim: pão preto/batata/arroz, legumes/verduras, carnes em forma de bolinho de carne/peixe, patê de fígado, presunto, patê de salmao, frango e coisas do tipo. Frutas de sobremesa. A bebida é água.

14:30 – Lanchinho da tarde – pãozinho ou pão preto com requeijão, patê de fígado, manteiga ou patê de atum com frutas ou legumes crus. Bebida: água.

16:00 – Lanchinho do final da tarde – Frutas ou legumes e água.

18:00 – Janta – a maioria das famílias dinamarquesas só comem ‘comida quente’ (como eles chamam), na janta. A ‘comida quente’ é o que conhecemos no Brasil como almoço e janta – claro que sem o feijão. 😉 Como eu sou brasileira faço comidas variadas, misturando as tradições culinárias brasileiras com as dinamarquesas. Bebida: um copo de leite, água ou suco.

Sexta-feira é o dia do doce

Claro que criança também tem que satisfazer a vontade de comer doces, balas e chocolates. Todas as famílias aqui usam a sexta-feira como o dia de deixar as crianças comerem doces. Depois da janta, elas ganham um potinho com balinhas de goma, chocolates, pirulitos frutas secas e qualquer outra coisa que os pais julgarem interessante. As crianças se deliciam em frente à TV, enquanto assistem a um programa da Disney. Aqui em casa, trocamos o lanchinho das 16:00 para bolacha recheada e leite com achocolatado – mas sabemos que quando comem isso, não comem muito na janta. Nos finais de semana, damos pão com Nutella e leite com achocolatado no café da manha/lanchinho da manha, se assim elas quiserem.

Festas de Aniversário

Criança também come bolo, e comemora seu aniversário com várias coisas gostosas. Mas sempre tem a opção de servir frutas frescas em espetinhos, os palitinhos de legumes crus e queijinhos.

Para fazer diferente, nas festas de aniversário aqui em casa, servimos brigadeiros, beijinhos, pão de queijo e bolo feito com leite condensado – os nossos amigos AMAM as festas aqui em casa por serem diferentes do que estão acostumados.

Idéias para atrair as crianças para o mundo do lanchinho mais natural e saudável:

  • Servir guacamole com os palitinhos de cenoura, pepino, pimentao vermelho, laranja ou amarelo, ao invés dos nachos.
                                                                       
  • Servir ervilha e milho congelados para as criancas – talvez por ser congelado, se assemelha com a sensação de comer sorvete. Só sei que é um sucesso absoluto entre os meus filhos e as criancas da vizinhanca que sempre estao por aqui.
  • Fazer palitinhos de frutas variadas
  • Servir tomatinhos (aqui na Dinamarca o menor é o cereja. Aí no Brasil vi que tinha o tomatinho-uva – o Erik se empanturrou desse tomate!)
  • Sirva água aromatizada com ervas e frutas frescas ou congeladas (na foto eu fiz água aromatizada com cassis e menta). 

                                            

  • Se tiver espaco em casa (pode ser em vasos e nao precisam ser muito grandes), crie uma hortinha com as criancas. Plante cenoura, tomatinho, ervilha, morango, groselha. As criancas adoram comer os legumes e frutas que plantaram e colheram. Além de você saber que é 100% ecológico e sem adicao de pesticidas.
  • Compre groselha fresca, jogue um pouco de açúcar por cima (a groselha é  muito azeda) e deixe absorver por uns 30 minutos. Fica uma delícia e com a sensação de estar cristalizada!


  • Compre ervilhas frescas, ainda dentro da vagem e sirva assim para as criancas. Deixe com que elas abram a vagem e retirem as ervilhas para comer. As minhas acham divertido!

Até a próxima! 🙂
A!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s